Depois dos 30

Depois dos 30, você percebe que aquele sonho de mudar o mundo era só imaturidade.

Depois dos 30, tocar a vida parece muito mais plausível que tentar se iludir com ser o melhor dos melhores.

Depois dos 30, você percebe que ainda está sozinho… e sempre vai estar… o vazio não era por causa das pessoas.

Depois dos 30, você prefere o conforto que os desafios.

Depois dos 30, parece mais fácil apenas ligar o piloto automático.

Depois dos 30, você precisa estar estável, com dinheiro e preparando tudo para os próximos anos.

Depois dos 30, você daria qualquer coisa para ter 20 anos novamente.

Depois dos 30, sua imaturidade é condenada.

Depois dos 30, você tem vergonha de jogar video game.

Depois dos 30, você é pressionado a ser um bom filho, bom namorado, e bom amigo.

Depois dos 30, você não tem mais chances para errar.

Depois dos 30, o peso da idade cai sobre as costas.

Depois dos 30, a vida ainda não faz o mínimo sentido.

Depois dos 30, você entende que a vida é mesmo toda bugada! e que quanto mais você tenta ser um cara bom, menos chances você consegue.

Tudo isso depois dos 30…