Não há nada de muito novo, nada que mude a rotina de meus dias. Sei que poderia estar dando mais de mim para mim mesmo, mas no momento prefiro apenas aproveitar para economizar energias e fazer só o essencial, trabalhar o essencial, sair o essencial e viver o essencial.

Prefiro imaginar a vida como uma borracha, procuro não errar muito  pra não ter que ‘gastar’ a minha borracha em vão, prefiro viver moderadamente e apagar só o essencial. Pretendo gastar as energias em um outro momento de minha vida, mais apropriado, em um lugar melhor, com pessoas melhores em condições melhores.

E se não chegar a gastar, nem me importo. Outras borrachas virão.

Só me arrependo, PROFUNDAMENTE de ter apostado na premissa de que todos os amigos que se aproximam, realmente se importam com você. Para mim, isso não aconteceu. Nem todos os amigos são o que parecem ser. Não há como identificar, apenas concluir com atitudes. E hoje nem sinto mais o mesmo.

Aliás, hoje eu não me importo mais com essa coisa de sentimento, sempre tive a necessidade de me dedicar a alguma(s) pessoa(s). Mas atualmente nem sinto mais essa necessidade, é uma paulada atrás da outra. Você se dedica por uma namorada? NADA! Se dedica por algumas amigas? NADA. Se dedica por algumas ‘pessoas especiais’ e também NADA.

Não sei mais o que fazer, parei até de me dedicar pra minha família. Sei que é errado, mas esse é o meu momento.

Nesse momento não quero nada, não quero conversinha fiada, não quero muito blá blá blá, não quero promessas de um futuro louvável. Só quero ficar aqui, em meu mundo nessa versão atualizada.

Pra terminar como todo bom nerd: ‘

‘Life 2.2 was installed successfully!’