A vontade que eu tenho, é de apenas sentar aqui, colocar minhas mãos sobre o teclado e começar a escrever coisas. Pensar no que vai escrever é um erro, a maioria das coisas boas são criadas ao acaso sem qualquer tipo de planejamento. Então talvez seja melhor mesmo, sé escrever sem pensar em um título, ou em algum assunto específico. E ai fica um texto daqueles: muita coisa que não diz absolutamente nada. Bom, mais um desses não vai fazer diferença mesmo. No momento nada faz muita diferença. Nem sei mais o que sou, ou quem deveria ser. Nem sei mais quem tenho ou quem não tenho… o que sinto ou que eu já nem sinto mais.

Mas isso talvez seja necessário em nossas vidas, nesses momentos é como se ganhássemos uma nova oportunidade, uma folha em branco, onde fosse possível passar a limpo todo o rascunho feito de nossa vida até agora. O que falta mesmo é coragem. Não sei se quero virar a página e esquecer tudo o que já passou. Minha vida sempre foi boa. Não é fácil apenas esquecer tudo o que aconteceu, o que é necessário para se recomeçar. Não é possível estar no presente pensando no passado e tentando planejar um outro futuro.

Alguém sabe me dizer quanto tempo demora? Assim, quanto tempo leva até que agente perceba que não adianta insistir nos erros do passado. É difícil. Pensando bem, nem quero saber em tempo, prefiro medir tudo isso em desgaste, o quanto mais velho vou ficar até que tudo fique bem? o quanto menos inteligente? o quanto mais gordo? o quanto mais ou menos cabeludo. A, agora sim. Pra que medir as coisas em tempo? se é isso que o tempo faz: o tempo só nos desgasta, o tempo é tão cruel que desgasta até mesmo um grande amor! Ruim com ele, pior sem ele.

Queria mesmo era compor uma música legal. Queria escrever um livro. Queria fazer meu mestrado. Bom, vou fazer isso, só não sei como vou estar. Talvez menos cabeludo, ou talvez mais. Talvez ainda sozinho e sofrendo (muito provável) ou então, talvez com alguma pessoa que realmente goste de min, com um filhinho gordinho e de olho azul.

Estranho, mesmo é que… quanto mais eu tento pior eu fico.

Vou é parar de tentar.